segunda-feira, 18 de março de 2013

Vida eterna e Existência eterna...



Hugo Chaves já está morto há alguns dias, mas devido a importância que ele tinha no cenário político (no meu ponto de vista totalmente negativa) é natural que seja notícia e assim será por muito tempo ainda. Seu funeral atraiu milhares de pessoas e seu corpo embalsamado após ser  depositado em uma urna ficará exposto para que possa ser admirado e venerado "eternamente".

Ninguém quer morrer, mas sabendo que a morte é inevitável(*), alguns desejam ardentemente serem lembrados eternidade afora. Só que a maioria das pessoas não se dá conta que o ser humano é dotado de uma alma imortal; o corpo perdeu a imortalidade que tinha com o pecado de Adão e Eva, mas a alma sempre foi imortal. Portanto, o ser humano tem uma EXISTÊNCIA ETERNA. É isso que consola o moribundo no seu leito de morte. Consola, mas não conforta nem dá a paz.

Existência eterna não é a mesma coisa que VIDA ETERNA. A vida eterna só é conseguida quando a pessoa entrega sua vida a Cristo. É Ele que transforma e dá vida ao pecador; É Ele que tira a pessoa da condição de morta espiritualmente e faz dela uma nova criatura, um filho de Deus. Sem a vida eterna, que só Cristo dá, a alma seguirá sua existência eterna afastada de Deus, o que segundo a Bíblia, é a segunda morte. 

A diferença entre quem serve a Deus e quem não serve a Deus, é que, quem serve o Senhor, após a morte fisica viverá eternamente com Deus e Cristo no Estado Eterno; enquanto o outro, que não serve o Senhor seguirá sua existência eterna no lago de fogo, que é a segunda morte.

"Por que precisamos de Jesus?" é um capítulo do meu livro que você pode ler clicando na imagem da aba ao lado.



(* só não provarão a morte física os que forem arrebatados, como foram Elias e Enoque)