terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Milenio...

Morará o lobo com o cordeiro, e o leopardo com o cabrito se deitará; o bezerro,e o filho do leão e o animal cevado viverão juntos, e um menino pequeno os guiará
“Morará o lobo com o cordeiro, e o leopardo com o cabrito se deitará; o bezerro, e o filho do leão e o animal cevado viverão juntos, e um menino pequeno os guiará. A vaca e a ursa pastarão juntas, seus filhos juntos se deitarão, e o leão comerá palha como o boi. Brincará a criança de peito sobre a toca da áspide, e o já desmamado meterá a mão na cova do basilísco. Não se fará dano algum em todo o monte da minha santidade, pois a terra se encherá do conhecimento do senhor, como as águas cobrem o mar” (Isaías 11.6-9).

Será uma época de paz, felicidades e bênçãos, e a terra se encherá do conhecimento do Senhor. Os animais serão domesticados, não haverá mais guerras, pois o enganador (Satanás) estará preso. Crianças e velhos completarão os seus dias, e os pecadores que morrerem com cem anos serão considerados amaldiçoados (a morte só será banida no julgamento do trono branco, quando ela juntamente com o inferno e os que não tiverem o seu nome escrito no livro da vida, serão lançados no lago de fogo).

“Não temais animais do campo, porque os pastos do deserto reverdecem. As árvores dão o seu fruto; a vide e a figueira dão a sua força. Alegrai-vos ó filhos de Sião, e regozijai-vos no Senhor vosso Deus, porque ele vos deu em justa medida a chuva. Ele faz descer a chuva, a temporã e a serôdia, como outrora. As eiras se encherão de trigo, e os lagares transbordarão de vinho novo e de azeite. Restituir-vos-ei os anos consumidos pelo gafanhoto migrador, pelo destruidor e pelo cortador, o meu grande exército que enviei contra vós. Comereis abundantemente até ficardes satisfeitos, e louvareis o nome do Senhor vosso Deus, que procedeu para convosco maravilhosamente; o meu povo não será jamais envergonhado. Sabereis que eu estou no meio de Israel, e que eu sou o Senhor vosso Deus, e que não há outro; o meu povo não será envergonhado para sempre” (Joel 2.21-27);

Seguem-se as grandes promessas bíblicas para essa época sem igual na terra: “Não haverá mais nela criança que viva poucos dias, nem velho que não cumpra os seus dias; aquele que morrer com cem anos, será tido por jovem; o pecador que não conseguir alcançar os cem anos será considerado amaldiçoado. Edificarão casa, e nelas habitarão; plantarão vinhas, e comerão do seu fruto. Não edificarão para que outros nelas habitem, nem plantarão para que outros comam. Pois os dias do meu povo serão como os dias das árvores, e os meus eleitos gozarão das obras das suas mãos até a velhice. Não trabalharão debalde, nem terão filhos para a calamidade; pois serão um povo bendito do Senhor, eles e os seus descendentes com eles. Antes que clamem, responderei; estando eles ainda falando, os ouvirei. O lobo e o cordeiro se apascentarão juntos, e o leão comerá palha como o boi, mas o pó será a comida da serpente. Não farão mal nem dano algum em todo o meu santo monte, diz o Senhor”
(Isaías 65.20-25).

Da terra tirarei o arco, a espada
e a guerra, e  os  farei  deitar 
em  segurança”   (Oséias 2.18);
Sem receio de afirmar: uma nova Ordem será estabelecida na terra, não aquela tão sonhada pela ONU, mas sim, a profetizada na Bíblia [diferente da que hoje é praticada], e que é aguardada ansiosamente por todos que sofrem na pele as injustiças de um mundo cada vez mais dominado pelo mal. A serpente comendo pó é para nunca esquecermos a vitória de Jesus no Gólgota. É o sinal da minha e da tua vitória se é que aceitaste a Jesus como teu salvador. Simboliza que a serpente (Satanás) está no pó, isto é, debaixo dos nossos pés, porque faremos parte da igreja de Jesus e com ele reinaremos no Milênio, não tendo poder algum sobre nós a morte.

“Vêm dias, diz o Senhor, em que o que lavra alcançará ao que sega, e o que pisa as uvas ao que lança a semente. Os montes destilarão vinho novo, e todos os outeiros se derreterão. Trarei de volta do exílio o meu povo Israel, reedificarão as cidades assoladas, e nelas habitarão. Plantarão vinhas, e beberão o seu vinho; farão pomares e lhes comerão o fruto” (Amós 9.13-15).  Sem  dúvida   nenhuma será  um   tempo  de    grandes transformações sociais, fartura de bens, promoção da justiça e bondade para todos, as casas não necessitarão de muros e grades, os que usufruírem a terra terão retorno do seu trabalho, as doenças serão banidas (Isaías 33.24 e Jeremias 30.17) e a paz será a grande característica do reino do Senhor.
Eu creio!